18/09/2009 - Os primeiros brasileiros

Rio, 18 de setembro de 2009

Os primeiros brasileiros

Com a exposição “Os Primeiros Brasileiros “, o Museu Nacional  convida o público a fazer um passeio pela história do país  e conhecer a diversidade cultural indígena  e as diferentes formas da sua inclusão  no processo formação  da sociedade Brasileira.
Os primeiros Brasileiros já passou  por Recife e Fortaleza, e foi vista por mais de 50 mil pessoas. Retrata especialmente os indígenas do Nordeste do Brasil, e é dividida em três momentos.
 O mundo Colonial – encontro e desencontro! Os painéis que retratam imagens históricas, mapas desenhos e pinturas  fazem o visitante mergulhar no século XVI e  ver todo o processo da formação da colônia portuguesa que mais tarde viria a ser chamada de Brasil.
Em mundo Indígena,  tem o foco na cultura material dos diferentes povos indígenas. Podem ser vistos objetos  que retratam a riqueza e a diversidade das culturas indígenas no nordeste, no passado e no presente.
 Em Brasil contemporâneo nos mostra  uma breve história das organizações indígenas e a sua luta pelo reconhecimento de deveres e direitos pelo Estado brasileiro. Composta por textos e imagens  sobre possessos de mobilização política e étnica,  esta faze da exposição também retrata personagens mais marcantes  da história Indígena.
 Na exposição foram também lançadas dois CDs. Trata-se de uma  iniciativa conjunta do Laboratório de Pesquisas em Etnicidade, Cultura e Desenvolvimento do museu Nacional  e do Museu Maguta/ Conselho Geral da Tribo Tikuna.
 O  CD, Rondônia 1912, foi restaurado com o apoio do museu de Berlim. Ele é um  registro das  primeiras gravações de música indígena  feitas por um brasileiro,  Roquette Pinto  realizadas no território  do Guaporé ,  hoje chamada de Rondônia. Cantos Tikuna é um álbum duplo e apresenta gravações de música tikuna contemporânea, contada por índios da região Alto Solimões na Amazônia. E misturas de  gêneros musicais tradicionais e ritmos da fronteira Peru-colombia.
A exposição “Os Primeiros Brasileiros” foi aberta ao público no dia 16 de setembro e fica em  cartaz até 29 de novembro.
Você pode fazer visitas  de terça á domingo das 10 ás 16 horas
 Há  entrada gratuita para crianças a partir de 5 anos e pessoas acima de 60 anos.
Museu Nacional- Quinta da Boa Vista, São Cristóvão.

 

 

Av. Pedro Calmon, nº 500 - Prédio da Reitoria - Térreo
Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - CEP 21941-901
Telefone: 2598-1621 - 2598-1894

Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
Resolução mínima (recomendada): 800x600px