10/12/2008 - USINA DE LIXO

USINA DE LIXO

Cerca de 10 milhões de quilos de lixo são produzidos por dia no Rio de Janeiro, o equivalente a 1,5 kg por habitante. Atualmente, cerca de 80% destes rejeitos são enviados para o Aterro Metropolitano de Jardim Gramacho. No entanto, estudos da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) demostram que o local está condenado e terá que ser desativado o quanto antes. Alternativas para este problema estão sendo debatidas e terão que ser enfrentadas pelo próximo prefeito. A reciclagem é uma delas, mas segundo o engenheiro da Coppe, Sérgio Guerreiro, somente ela não dará conta da quantidade de resíduos produzida. Guerreiro é o idealizador do projeto denominado Ciclo Combinado Otimizado, desenvolvido a partir de experiências bem sucedidas na Europa, Estados Unidos e Japão. O CCO, como está sendo chamado, define-se pela produção de energia através da queima do lixo combinada ao gás natural. O projeto, que já atraiu o interesse de investimento de Furnas/Eletrobras, tem uma eficiência energética maior do que modelos em prática nos países desenvolvidos, como a usina de Zalba Garbi, na Espanha.Segundo o engenheiro, o maior problema da usina é o seu alto custo. No entanto, a eficiência energética giraria em torno de 33% e a economia com custos de energia elétrica passaria dos atuais 400 MW/hora para cerca de 200 MW/hora.

 

 

Av. Pedro Calmon, nº 500 - Prédio da Reitoria - Térreo
Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - CEP 21941-901
Telefone: 2598-1621 - 2598-1894

Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
Resolução mínima (recomendada): 800x600px